Há oportunismo dos agentes da polícia no Estado de emergência

Postado por:

A invasão às residências e a detenção arbitrária dos cidadãos sob pretexto de estarem a portar garrafas contendo álcool são algumas das atitudes reprováveis, segundo o Presidente da Associação Moçambicana de Polícias (AMOPAIP), Nazário Muanambane, que admite a existência de agentes que usam o estado de emergência para a extorsão dos cidadãos em detrimento da manutenção da ordem e segurança públicas.

A venda e o consumo do álcool em locais públicos são proibidos no decreto presidencial. Contudo, o cidadão pode adquirir e consumir em sua residência. Muitos cidadãos têm reclamado a má actuação da polícia, durante o estado de emergência, em vigor, que, vezes sem conta, detém os cidadãos sob pretexto de estarem a violar o estado de emergência.

(Jornal Zambeze de 18 de Junho. Pag:11)

0

Deixar uma resposta